Livro Arduino Internals

Este meu blog tem praticamente servido apenas para falar do Arduino e dos meus projectos e experiências com esta plataforma de computação física. Para quem já conhece e até usa para as suas experimentações com a electrónica, a equipa que criou o Arduino fez um trabalho espectacular ao criar uma plataforma completa com a sua componente de hardware e software. Temos a placa com o microcontrolador e os periférios necessários ao seu funcionamento, e temos o interface que nos permite programar o conjunto de acordo com as nossas necessidades e projectos.

É fácil quando estamos a programar utilizando a linguagem e funções específicas do Arduino baseadas na linguagem C, esquecermo-nos de como um microcontrolador como os que são utilizados nestas placas são poderosos e ao mesmo tempo complexos. Temos muito a agradecer à equipa do Arduino que nos conseguiu dar uma plataforma em que as especificidades e dificuldades da programação de microcontroladores foi simplesmente erradicada.

Claro que com toda esta simplificação foram criados muitos compromissos e alterações à forma própria de programar microcontroladores, no caso do Arduino são microcontroladores pertencentes à família ATmega da empresa nórdica Atmel. Um dos compromissos é o facto de se usar substancialmente mais memória para operações simples como definir se as portas de I/O são configuradas para entrada ou saída do sinal digital.

Dada a minha curiosidade de perceber como se programa o microcontrolador do Arduino sem o interface da plataforma mas evitando a leitura complicada do datasheet, encontrei o livro Arduino Internals criado por Dale Wheat. Este livro mostra bem até que ponto a equipa de Arduino trabalhou e tomou as decisões de forma a simplificar algo que de outra forma seria impossível um amador ou curioso programar com algum nível de proeficiência.

É incrível o nível de optimização e truques que se podem utilizar para tirar o máximo partido do microcontrolador, não só em termos de velocidade de funcionamento mas também em optimizações de espaço de memória e de poupança de energia. Aconselho a quem quiser conhecer melhor o microcontrolador do Arduino, assim como perceber algumas optimizações que se podem fazer, a ler este livro, embora eu ache que exige bons conhecimentos de electrónica e programação para se perceber bem tudo o que é retratado.

Etiquetas: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: